top of page

UM CONTO PARISIENSE

Atualizado: 16 de dez. de 2023

Conheça a História do Paris FC, equipe que vem surpreendendo na Champions Feminina


Final da fase preliminar da Champions League Feminina. Após o apito que encerrava a partida no AOK Stadium em Wolfsburg, um dos principais times da Alemanha lamentava a eliminação precoce da competição para uma equipe bem mais modesta e que ali conquistava a sua presença na fase de grupos. O feito causou uma certa revolta (para não dizer chilique) de grande parte da imprensa, principalmente da Inglesa em relação ao regulamento da competição - mas não teve jeito. O Paris FC conquistava a sua vaga para a fase de grupos da Champions League eliminando dois semifinalistas da temporada anterior, Arsenal e Wolfsburg, respectivamente. 

 

O clube, que vive nas últimas décadas à sombra do milionário PSG, foi fundado em 1969 com a intenção de que ele fosse uma das forças do futebol francês, já que clubes como Red Star, Racing Club e Stade Français viviam péssima fase. Logo depois da sua fundação, veio uma junção com o Stade Saint Germain, o que, ironicamente, resultou no surgimento do Paris Saint Germain. Porém, problemas estruturais e até um pedido de ajuda financeira do governo da cidade, fez com que o Paris FC voltasse a viver com as próprias pernas. 

 

Já no futebol feminino, mesmo que com as origens surgindo praticamente ao mesmo tempo, elas seguiram por um caminho diferente. Em 2017, o Paris FC comprou os direitos federativos do FCF Juvisy, equipe que surgiu em 1971 e foi pioneira da modalidade no país com o nome de Étoile Sportive de Juvisy-sur-Orge. A equipe surgiu quando o irmão mais velho de uma garota de 14 anos perguntou ao presidente do clube se poderia formar uma equipe de futebol feminino. Ao ouvir que antes de qualquer coisa seria necessário ter um treinador e onze atletas, o rapaz reuniu amigas da irmã, atletas da equipe de handebol e o pai de uma delas para formar a equipe, que rapidamente se tornou uma das melhores da cidade, vencendo torneios locais e já almejando competições nacionais e internacionais. No final da década de 70 e início de 80, a equipe venceu torneios em Bruxelas e Eindhoven. 


Catorze anos depois, a equipe feminina se desvinculou do Juvisy-sur-Orge, mudou o local de sua sede e ressurgiu com o nome de Football Club Féminin Juvissy Essone – ou FCF Juvisy. Neste período, a equipe recebeu apoio financeiro da prefeitura de Essonne e continuou sendo uma das forças do país, vencendo o campeonato nacional seis vezes entre os anos de 1991 e 2006. No âmbito continental, antes de ser vendido ao Paris FC, participou da UEFA Women’s Cup e da atual UEFA Women’s Champions League, mas jamais passou das primeiras fases. 

 

Em 2017, ao ser comprado pelo Paris FC, a equipe voltou aos holofotes. Neste período, um nome conhecido do Juvisy assumiu a equipe, Sandrine Soubeyrand, jogadora com 198 partidas com a camisa da seleção francesa, assumiu o cargo de treinadora da equipe. Em 2020, parte do clube foi vendido ao Reinado do Bahrain. Com o investimento maior, mas com foco sempre em sustentabilidade financeira, a equipe se estruturou para voltar a ser uma equipe competitiva. Sob o comando de Soubeyrand, a equipe terminou a temporada 21/22 apenas três pontos atrás do gigante Lyon – quando ela foi escolhida a principal treinadora da Liga – e na temporada 22/23, mesmo mais distante das campeãs – 13 pontos de diferença - conseguiu a vaga para jogar as fases preliminares da UWCL.


O trabalho bem estruturado vem dando resultado, não só entre as profissionais, mas também na categoria de base. Em média, cinco jogadoras do clube fazem parte das convocações da seleção sub-19. Aliás, foi através do ótimo trabalho de scout e de formação, que o clube contratou, por exemplo, a goleira nigeriana Chiamaka Ndoize, uma das principais responsáveis pela classificação da equipe a fase de grupos da Champions. Além de outros destaques, como a eslovena Kaja Krosec e a australiana Sarah Hunter. 


O time, que surpreendeu Arsenal e Wolfsburg pela forma intensa com que marca as equipes adversárias no campo de ataque, teve muita dificuldade nos dois primeiros jogos da fase de grupos, principalmente contra o Chelsea, quando perdeu por 4 x 1 no Stamford Bridge. Porém, nesta semana a equipe parisiense conquistou a primeira vitória na fase de grupos sobre o Real Madrid, o que manteve a equipe com chances de conquistar a vaga nas quartas de final. Pelo histórico do clube e pelo que tem feito nesta temporada, melhor não duvidar da equipe do Paris FC. 

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page