top of page

PODEMOS SORRIR

Brasil vence a Alemanha e a ótima atuação reforça nosso direito de acreditar em uma boa campanha na Copa

Foto: Thais Magalhães - CBF

Final do primeiro tempo em Nuremberg, Brasil 2 x 0 Alemanha.


A sensação após os primeiros 45 minutos de partida era de que o Brasil continuava jogando o segundo tempo de Wembley, com o time se impondo em todos os embates físicos, sentindo-se à vontade para jogar no campo adversário e bastante organizado na recomposição defensiva.


Novamente a seleção apresentou muito mais mobilidade e compactação do que vimos em outros momentos importantes do ciclo de Pia Sundhage, como a Copa América, por exemplo. A linha do meio campo, que antes parecia estática e pouco criativa, agora tem variações nas ações defensivas e ofensivas. O retorno de Luana, que fez duas excelentes atuações, deu mais segurança à defesa e mais liberdade a Kerolin, que com menos obrigações nos momentos sem a bola, tem mais disposição para conduzir o Brasil ao ataque.


Outro ponto positivo do jogo foram as atuações de jogadoras que, em teoria, não fazem parte do time titular ou não estão garantidas na Copa. Kathellen e Geyse, que ocuparam os lugares de Tainara e Debinha, fizeram duas ótimas partidas e provaram ser ótimas opções. Gabi Nunes e Andressa Alves, nomes que não estão garantidos na Copa, colocaram um pulga atrás da orelha da treinadora sueca, com as boas atuações durante os minutos que estiveram em campo, deixando-a com um "bom problema" para resolver.


A vitória sobre a Alemanha deve ser bastante celebrada. Não por ser a primeira contra uma seleção top5 do Ranking da FIFA desde 2019 e nem pela quebra da invencibilidade da seleção alemã que não perdia há anos jogando em casa, mas sim pelo comportamento das jogadoras durante os 90 minutos, pela forma como as ideias da treinadora foram bem executadas e principalmente, pela demonstração ao mundo do nosso talento.


O Brasil sai da data FIFA com muito mais do que um empate contra a campeã europeia e uma vitória sobre a vice. A seleção sai com mais confiança, com mais certezas e com mais leveza para chegar bem à Copa do Mundo. Ela sai da data FIFA deixando todos nós com um sorriso no rosto.

1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Guest
Apr 14, 2023

Um time magnífico vai se desenhando, temos uma defesa quase pronta (Lelê, Antõnia, Kathlen ou Tainara, Raphaelle e Tamires. Um ataque promissor com Geyse, Debinha e Adriana. Falta apenas definir um meio campo que ainda pode muito bem ser Kerolin (Ary Borges), Luana Bertolucci e Duda Sampaio (Gabi Zanotti). Teríamos uma seleção para efetivamente disputar o título.

Like
bottom of page