top of page

FICOU PARA ITAQUERA

Em partida abaixo das expectativas, Ferroviária e Corinthians empatam em 0 x 0 e deixam a decisão para o segundo jogo

Foto: Staff Images Woman | CBF

Não foi um bom jogo. Foi, em alguns momentos, monótono. Pelo menos para nós espectadores.


Provavelmente, para os envolvidos o jogo foi tenso do começo ao fim. Os dois times apresentaram propostas claras e a competitividade foi alta durante os noventa minutos, mas tecnicamente ficou aquém do que as duas equipes podem apresentar.


O Corinthians foi até Araraquara com a ideia de resolver o campeonato no primeiro jogo, confiante de que uma vitória fora de casa deixaria a equipe bem perto do título por jogar com a Arena Corinthians empurrando a equipe na partida de volta, mas deu de frente com uma Ferroviária que tinha uma ideia muito clara do que precisaria fazer para impedir a melhor equipe do país de jogar e executou com maestria.


O time treinado por Jéssica de Lima tentou, nos primeiros minutos de jogo, subir as linhas e marcar a saída de bola da equipe adversária. Porém, as jogadas que surgiram pelo lado esquerdo da sua defesa nos primeiros minutos de jogo foram sinais de que seria uma estratégia arriscada. Com isso, a Ferroviária se fechou com duas linhas bem próximas, dificultado a troca de passes pelos lados do campo e as inversões de feitas pela equipe do Corinthians, incomodando e muito o treinador Arthur Elias.


Com isso o jogo ficou bastante truncado e com as equipes errando muitos passes, seja por afobação ou por falta de opções de companheiras próximas buscando o jogo. As donas da casa se limitaram a tentar sair em contra-ataques com Eudimilla e Laryh tendo que definir tudo sozinhas por estarem isoladas. Já a equipe visitante, passou a forçar lançamentos e errando-os na maioria das vezes.


As trocas durante o segundo tempo, deram uma breve melhorada na partida, mas ainda deixou a desejar. O Corinthians aumentou a intensidade, foi em busca do gol e até chegou a fazê-lo, mas foi anulado por impedimento. Já a Ferroviária, teve em Aline Gomes um pouco de criatividade para chegar á meta de Letícia, mas em apenas uma chance realmente assustou a goleira do Timão.


Os gritos de “o jogo já acabou” durante a cobrança do tiro de meta da Ferroviária antes do apito final foram sinais de que a estratégia da Ferroviária funcionou. Claro que o ideal seria uma vitória das Guerreiras Grenás na Fonte Luminosa, mas chegar ao segundo jogo após uma partida equilibrada do começo ao fim e com chances reais de conquistar o título fazia parte do plano. Ainda mais se lembrarmos da final de 2019. Já para o Corinthians, as falas da lateral Tamires para o SPORTV após a partida resumem o que a equipe e a torcida pensam – “Vamos ver se elas suportam a pressão da nossa torcida na Neo Química Arena” – disse uma das mais experientes do elenco e que conhece bem a força da equipe quando joga em casa.


Ficou tudo para Itaquera. Os amantes do futebol agradecem e torcem por um jogo melhor no domingo.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page