top of page

AS NOITES EUROPEIAS ESTÃO DE VOLTA

O que você precisa saber para acompanhar a quartas de final da UEFA Women's Champions League

Foto: Getty Images/UEFA

A maior competição continental de clubes está de volta. A UEFA Women’s Champions League temporada 22/23 chega as quartas de final e para você se familiarizar com os confrontos que começam nesta terça-feira, 17, fizemos um breve guia que vai te ajudar a acompanhar os quatro confrontos. Aliás, temos que agradecer os responsáveis pelo sorteio, que nos premiaram com confrontos incríveis. Conheça um pouco mais sobre eles a partir de agora.

 

BARCELONA X ROMA - Jogos nos dias 21 e 29/03


Se existe um confronto que, em teoria tem um favorito disparado, é este. Porém sabemos que dentro de campo o fortíssimo Barcelona, que passeia no Campeonato Espanhol e fez uma ótima primeira fase de Champions, terá que se provar contra uma das sensações da temporada europeia.


A Roma liderou a primeira fase do Campeonato Italiano e chegou a final da Copa Itália com um futebol que mistura uma rápida compactação com muita força ofensiva. Foi assim que a equipe jogou, principalmente em seus domínios, os jogos da competição europeia, com destaque para o empate contra o Wolfsburg no estádio Domenico Francioni.


Tudo indica que a equipe italiana terá que mudar a forma de jogar, optando por uma ideia mais defensiva, o que não será problema para o técnico Alessandro Spugna, já acostumado a variar a disposição tática e a forma de jogar da sua equipe. Já o Barcelona, que culturalmente gosta do controlar o jogo através da posse de bola, não mudará nem na primeira partida, que será disputada no Estádio Olímpico. O que faz total sentido quando se tem um meio campo formado por Patricia Guijarro, Keira Walsh e Aitana Bonmati.


Porém se a equipe da capital italiana tem como desafio impedir o controle do jogo por parte do Barcelona, é bom a equipe catalã ficar atenta com os espaços deixados pelos lados do campo. A rápida chegada ao ataque pelas pontas foi a chave da Roma em seus principais jogos, com o time sempre aproveitando a qualidade de Emille Haavi, Annamaira Serturini e Benedetta Gillona. Lucy Bronze e Fridolina Rolfo costumam jogar nas linhas mais avançadas e podem ser pegas de surpresa após a equipe perder a bola em uma ação ofensiva.


Esta diferença de estilo de jogo e de culturas futebolísticas é o destaque deste confronto. Claro que caso o Barcelona faça uma partida de alto nível fora de casa a equipe pode definir o confronto, mas quem tem acompanhado a Roma durante a temporada sabe que as suas jogadora deixarão tudo em campo para que consigam surpreender as favoritas.

 

ARSENAL X BAYERN - Jogos nos dias 21/03 e 29/03


Se Barcelona e Roma pode ser considerado o menos equilibrado dos confrontos. Arsenal e Bayern Munique é totalmente o inverso, com as duas equipes lutando na parte de cima da tabela das suas ligas e apresentando qualidades e falhas parecidas que vêm definindo as suas histórias durante a temporada.


As duas equipes têm como principal atributo o meio campo. São dinâmicos, aceleram o jogo sempre que possível e disputam todas as bolas com muita intensidade, o que nos leva a crer que teremos dois jogos frenéticos, disputados e de muita qualidade. Vale lembrar que estamos falando de times que contam com o talento de Sarah Zadrazil + Gerogia Stanway (Bayern) e Lia Walti + Frida Maanum (Arsenal), portanto o nível dos embates serão altíssimos.


Porém, se o meio-campo é forte, ambas equipes vêm pecando um pouco na qualidade ofensiva durante a temporada. Mesmo criando muitas chances e com muito volume de jogo as equipes sofrem com problemas de finalização, principalmente em jogos decisivos. O Bayern vem melhorando durante a temporada, principalmente com o crescimento de Lea Schuller, já o Arsenal sofre demais com as perdas de Vivianne Miedema e Beth Mead, nomes que com certeza mudariam o patamar da equipe nesta fase final de temporada ao ponto de dar um rumo bem diferente para a equipe londrina na competição.


Ainda assim, o Arsenal vem de uma crescente, com bons resultados pela FAWSL e uma ótima vitória sobre o Chelsea na final da Conti Cup. Além disso, o Bayern perdeu nos últimos dias, por contusão, a zagueira brasileira Tainara para os confrontos. Por estes motivos a equipe londrina tem um leve favoritismo, mas para isso precisa quebrar o recorde negativo de ter vencido apenas um confronto dos seis que fez contra equipes alemãs pela UWCL.

 

CHELSEA X LYON - Jogos nos dias 22/03 e 30/03


O encontro da hegemonia na Europa com a nova potência que domina a grande liga do continente. Quando as bolinhas do sorteio foram abertas e os nomes de Lyon e Chelsea apareceram no mesmo confronto, a reação das amantes por futebol foi a de um largo sorriso seguido da sensação de que ambas têm qualidade o suficiente para que se enfrentassem apenas na final competição.


O Chelsea, atual campeão inglês e novo líder da liga após superar o Manchester United na última rodada antes do confronto continental é um time que sofreu muito no início da temporada com a transição que o elenco liderado por Emma Heyes precisou passar após a conquista do título nacional da temporada 21/22. As últimas atuações, tirando a derrota para o Arsenal na final da Conti Cup, mostraram que a equipe londrina encontrou seu caminho e tem em nomes como de Lauren James e Sam Kerr que vivem uma fase espetacular e podem encarar a maior potência da história da competição.


Já o Lyon de Sonia Bompastor teve que se reinventar no início da temporada, mas por outro motivo; as contusões. A treinadora chegou a mudar o esquema vencedor das temporadas anteriores para que o time jogasse sem os seus principais nomes e aos poucos foi recebendo os “reforços do departamento médico” nos últimos meses, como Selma Bacha, Sara Dabritz e a maior artilheira da história da Champions – a atacante norueguesa Ada Hegerberg.


Outro ponto importantíssimo sobre este jogo são os interessantes embates individuais qu teremos, como por exemplo o da atacante Sam Kerr com a zagueira Wendie Renard, o de Delphine Cascarino partindo para cima de Magdalena Eriksson e o de Mille Bright tentando parar Ada Hegerberg.


Sabemos que o ideal é assistir à todos os jogos das quartas, mas caso a agenda em função do trabalho ou dos estudos não deixe, a sugestão é de que este seja o confronto a ser escolhido. Acredite, você não irá se arrepender.

 

WOLFSBURG X PSG - Jogos nos dias 22/03 e 30/03


Mais duas grandes forças da modalidade que poderiam muito bem fazer a final se enfrentando nas quartas. Wolfsburg e PSG são os atuais campeões das suas ligas e nos últimos dez anos, apenas em 2013, 2019 e 2020 uma das duas não esteve presente na final da Champions, ou seja, sinal de mais um grande confronto.


As duas equipes contam com um poderio ofensivo de dar inveja. A equipe alemã tem simplesmente a artilheira da competição, a polonesa Ewa Pajor (sete gols), que tem ao seu lado ótimos nomes como Svenja Huth e Alexandra Popp, que nesta temporada atua um pouco mais recuada, atrás de Pajor. Já a equipe francesa tem em Kadiddiatou Diani a esperança de definição para todo o volume de jogo produzido por Sakina Karchaoui e Grace Geroyo pelos lados do campo.


Se o ataque desperta elogios, as defesas preocupam e muito. As duas equipes sofreram 5 gols na fase de classificação da UWCL e nas ligas nacionais também apresentam números que não animam muito, são oito gols sofridos pela equipe alemã e onze sofridos pela equipe francesa, a maioria deles sofridos contra equipes que lutam pelo topo da tabela.


Por contar com um time com mais variações táticas e ser um pouco mais organizado eu diria que o confronto pendia mais para o Wolfsburg, porém a contusão da espetacular meia Lena Oberdorf na partida contra a última colocada da Frauen Bundesliga faz com que este favoritismo caísse por terra, pelo menos no jogo desta semana que será disputado do Parc des Princes.

 

Lembrando que você pode assistir todos estes jogos no Canal da DAZN Women's Champions League no YouTube. É só clicar aqui para assistir.






1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Guest
Mar 21, 2023

Sensacional matéria é isso ai precisamos dar mais voz e muita mídia para nossas mulheres guerreiras. Sem esquecer que Futebol é pra mulher Também!

Like
bottom of page